O que é fluxo de caixa? Saiba tudo sobre o assunto

o que é fluxo de caixa

Você sabe o que é fluxo de caixa? Essa ferramenta é essencial para qualquer tipo de empresa, pois, além de evitar possíveis equívocos financeiros, é uma forma de controlar os gastos e saber para onde o dinheiro é direcionado. Quer saber mais sobre o assunto? Vem que nós te explicamos!

O fluxo de caixa preserva a saúde empresarial do negócio, controlando o dinheiro que entra e sai. Para saber como adotá-lo na sua empresa, primeiro, é preciso entender mais sobre o conceito e os principais benefícios.

Afinal, o que é fluxo de caixa?

O que é e para que o fluxo de caixa serve? Como o nome já sugere, o conceito está relacionado com o movimento de entrada e saída do dinheiro de um negócio. Ele defende uma forma de registrar o que é gasto e o que ganho na empresa, evitando equívocos.

Independentemente do tempo que o negócio está ativo ou dos anos que você é um empresário, o fluxo de caixa ajuda a controlar a movimentação do dinheiro da sua empresa em períodos calmos e, principalmente, no pico de vendas.

Sabe quando você sente dinheiro sobrando? É disso que estamos falando. A sensação de “sobra” pode ser um equívoco. Na realidade, a situação financeira do seu negócio pode estar passando por apuros. Por isso, é importante adotar o fluxo de caixa o mais rápido possível.

Tipos de fluxo de caixa

o que é fluxo de caixa

Para entender como o fluxo de caixa funciona, nada melhor que conhecer os cinco tipos existentes. Avalie-os cuidadosamente para saber qual melhor se encaixa ao seu negócio.

Fluxo de caixa operacional

O fluxo de caixa operacional é o modelo mais tradicional. Ele consiste em registrar o dinheiro disponível no caixa e a soma do que foi gasto em um certo período. Você pode optar pelo registro de uma semana, um mês ou até um semestre. Nesse caso, não são contados os investimentos e a demanda per capita.

Adotando o fluxo de caixa operacional na sua empresa, é possível perceber com mais facilidade o que pode ser cortado ou não. Esse método não recebe o título de mais tradicional à toa. Ele funciona superbem, principalmente para quem está começando a adotar o conceito nos negócios.

Fluxo de caixa direto

O fluxo de caixa direto funciona de uma maneira um pouco diferente. Nesse caso, é contado todo o dinheiro que saiu e entrou baseado em atividades feitas internamente, ou seja, somente pela empresa. Esse método é indicado para ser feito diariamente, tendo um controle mais próximo do que acontece no caixa.

A dica para adotar o fluxo de caixa direto é separar o dinheiro por categoria, nomeando-a de acordo com o que aquele valor foi gasto. O método não inclui os descontos.

Fluxo de caixa indireto

O fluxo de caixa indireto segue outra direção. Ele foca nas informações do ponto de vista da contabilidade, ou seja, que não envolvem entrada e saída do caixa da empresa. O intuito é funcionar de uma forma diferente dos modelos citados anteriormente, encaixando-se como uma ferramenta contábil.

O fluxo de caixa indireta leva em consideração o que a empresa teve de lucro e prejuízo vindo do Balanço Patrimonial e do Demonstrativo de Resultado do Exercício, por exemplo.

Fluxo de caixa projetado

O fluxo de caixa projetado funciona como uma previsão. O que isso quer dizer? Por meio dele, é possível entender melhor as ações futuras da empresa, tendo como intuito conquistar excelentes resultados. Esse modelo é dividido em três funções: organização, correção e afirmação.

A organização é responsável por identificar a realização de pagamentos e recebimentos. A correção entende melhor quais foram as perdas recentes de forma que a empresa saia/nunca esteja no vermelho. A afirmação permite que o gestor olhe para o futuro, com o crescimento do negócio.

Fluxo de caixa livre

Por fim, o último modelo é responsável pela geração de capital. Ele se refere ao saldo restante após o pagamento de serviços de dívida ou algum dinheiro referente a empréstimos entre no caixa. Você pode adotar esse fluxo em curto, médio e longo prazo.

Na prática, a empresa usa gráficos para ver como a empresa se comporta em relação ao dinheiro. Você tem dois resultados possíveis: a sobra (superávit), que possibilita o estudo de novas opções de investimentos, ou a despesa (déficit), quando a empresa está no vermelho.

Delly’s: a sua distribuidora Food Service

Agora que você já sabe o que é fluxo de caixa, que tal conhecer a Delly’s, a sua distribuidora Food Service? Atendemos a mais de 150 mil clientes ao redor do Brasil e temos um catálogo recheado com tudo o que você precisa para o seu estabelecimento alimentício.

É muito simples fazer o seu pedido. Você pode se cadastrar no site, selecionar os itens e fechar a compra. Se preferir, é só ligar para o nosso canal de televendas, para o número 0800 212 4040. A entrega é feita em até 24 horas em algumas regiões.

Relacionados

O segmento de padarias tem crescido significativamente nos últimos anos. Neste...
A implementação de um sistema de gestão para restaurante é uma aposta inteligente,...
Seja para tomar um café da manhã ou lanche da tarde,...
Atualmente, o Brasil tem o quinto maior mercado mundial de food...

Deixe um comentário